Por que é necessário orarmos muito mais pelos nossos inimigos?


Um dos ensinos mais difíceis de Cristo (pelo menos no meu modo de ver) é o ensino sobre o tratar com os nossos inimigos. Isso é um problema para qualquer ser-humano e soou muito estranho aos ouvidos do povo daqueles dias que esperava um Messias que derrotaria os seus inimigos em termos políticos, religiosos, militares e financeiros. Mas Jesus veio, e a sua conduta foi totalmente diferente, de forma inesperada e numa humildade enorme, ele abre a sua boca e começa a ensinar ao povo que eles deveriam amar e interceder a favor daqueles que eles estavam na verdade esperando que Deus viesse e aniquilasse com a sua justiça. Este, na minha opinião, é um dos ensinos mais intragáveis de Jesus Cristo, um dos mais incômodos e desconfortáveis para a nossa humana vaidade.

Como pode um homem amar o seu inimigo, bendizer aquele que o maldiz, orar por aquele que o persegue? Como fazer isso, e fazer, de coração?

Jesus não proferiu este ensino na idéia de angariar o maior número de seguidores possível agradando-os com palavras suaves, o Senhor apenas disse aquilo que lhe é próprio, A VERDADE. O Senhor sempre amou mais a verdade do que a companhia dos homens e amou mais a verdade, preferindo ser odiado por causa da verdade do que ser amado por causa da mentira. Mas este era o espírito daquela época "que chova fogo do céu e consuma os nossos inimigos", mesmo Tiago e João, chamados filhos do trovão, esperavam um Deus que viesse e destruísse imediatamente, rapidamente, muito irado, todos aqueles que resistiram a mensagem do evangelho de Jesus Cristo. Eles se iraram muito rapidamente contra aqueles que resistiam a verdade, e se surpreenderam quando Cristo os repreendeu dizendo que veio para salvar os homens e não para condená-los.

Nosso senso de justiça nunca será igual ao senso de justiça perfeito do Senhor, pois Ele tudo é e tudo sabe, e nós, apenas sabemos em parte, e por isso o juízo pertence somente a Deus! Já está escrito portanto que a ira humana não opera a justiça de Deus, e muitas e muitas vezes nos iramos quando vemos alguma coisa errada acontecendo "oh, como podem estes caras não quererem escutar o evangelho, estão cegos, não querem ouvir, Senhor... quer que oremos que caia fogo do céu e os consuma como fez Elias?" Cristo os repreendeu "não sabeis de que espírito sois? Vim para salvar os homens e não condená-los!" Se você vai orar, por que não orar para que Deus lhes abra os olhos? Por que a nossa ira humana tende a represar o amor de Deus e não permití-lo fluir através de nossas vidas!

Sim, precisamos amar, e também ser prudentes, vivemos em dias em que estas duas virtudes precisam estar acopladas em nossa caminhada, a mansidão das pombas e a prudência das serpentes. No demais, aprendamos a orar pelos nossos inimigos... isso eu peço a igreja... aprendamos a orar pelos nossos inimigos e perseguidores... se as suas atitudes por vezes nos causem indignação e revolta, aprendamos a queimar tudo isso em oração pela causa do evangelho de Jesus Cristo - se fizermos isso estaremos próximos do poder verdadeiro, o poder do Espírito de Deus. Certa vez li um livro que relatava a perseguição do governo comunista Chinês contra os cristãos, os relatos ali diziam que eles aprenderam a nunca orar contra o governo, mas sim a favor dele, para que aquelas pessoas pudessem conhecer o amor de Jesus Cristo e serem livres em seus corações. Eles não oravam pedindo a Deus o fim da perseguição, mas sim a força para suportá-la sem negar a Cristo, não oravam pedindo que Deus abatesse os seus inimigos, mas que os abençoasse. Eles oravam pelos seus perseguidores, não porque queriam que eles se convertessem para deixarem de os perseguir, mas oravam pelos seus perseguidores porque os amavam e queriam que eles fossem salvos.

Será que precisamos, podemos e devemos aprender alguma coisa? Certamente muitas! Deus nos ajude, e o Senhor nos livre do mal! Amém!

Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam. Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses; E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir. E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também. E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam. E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo. E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto. Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso.

Lucas 6:27-36
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Um site com mensagens sobre o Evangelho de Jesus Cristo, o qual é a minha recompensa e o que espero ter tanto nesta quanto depois desta vida.