Você começou em arrependimento mas está terminando em senso de superioridade?


Segunda, 24 de Julho de 2017
Dia do ano: 205
Devocional número 068

"E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros: Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo. O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado." Lucas 18:9-14

Se alguns de nossos maiores progressos espirituais se convertem em orgulho e senso de superioridade durante a nossa caminhada então tais progressos são na verdade falsos. Se tomamos o exemplo da palavra do Senhor podemos compreender quão facilmente o nosso vaidoso e arrogante coração pode se deixar cair em amor por si mesmo, e como podemos chegar ao ponto de entrar diante de Deus até mesmo nos elogiando a nós mesmos. A "oração" deste fariseu é um exemplo disso, de um homem amante de si mesmo, tão amante de si mesmo que ele entra para orar a Deus, mas está na verdade falando consigo mesmo, e se gabando para si mesmo a respeito de seus "grandes e portentosos" feitos espirituais.

É como se ele chegasse ali para orar, e com o seu senso de superioridade aguçado está orgulhoso de si mesmo e do seu desempenho espiritual! Como se dissesse "olhe para mim, como sou virtuoso, faço tudo certo, cumpro toda a lei, não sou como os demais, tenho posição de destaque". O Senhor nem atentou para o que disse o fariseu, e ele foi embora achando que Deus estava muito impressionado com a sua "virtude". O Senhor olhou para o publicano, que de longe temia olhar para o céu, e batia no peito falando a Deus "se propício a mim, um pecador". O Senhor Jesus falou que o publicano foi justificado por Deus e não o fariseu. O fariseu fazia muitas coisas, o publicano não fazia nada, e o grande engano aqui foi o fariseu se deixar levar por um senso de superioridade quando se comparava com os demais homens.

Tal orgulho espiritual tomou o seu coração, e ele converteu seus pequenos progressos espirituais em vaidade e amor a si próprio. O publicano sabia que estava reprovado diante do Senhor, sentiu-se envergonhado por causa disso, e acabou sendo humilde, seu coração estava em Deus! Nos dias de Jesus havia muitas senhoras piedosas e castas, muitos homens de respeito e moralidade, mas surpreendentemente os primeiros a se converter foram os ladrões e as prostitutas e não os mais "certinhos" entre o povo! Aquelas senhoras castas que arrotavam "pudor, modéstia e santidade", devido aos seus pequenos progressos espirituais, até mesmo desprezavam as prostitutas, mas foi entre as meretrizes que Cristo achou muitas mulheres segundo o coração de Deus, e elas se converteram, mudaram após ter encontrado a Jesus!

Até hoje continua a mesma coisa, não é a toa que a palavra de Deus nos diz que nos últimos dias o lugar onde se encontraria maior resistência a Jesus Cristo seria justamente entre os cristãos, por causa do esfriamento do amor e da apostasia dos dias do fim. Se lembre sempre de uma coisa, não importa se você acha que fez ou tenha feito algum progresso espiritual, seja ele grande ou pequeno! Não importa, você ainda não está salvo até ter entrado nos céus e estar lá com Jesus Cristo! Então, por favor, pelo amor de Deus, ponha algo na sua cabeça, você não é melhor do que ninguém, ninguém é melhor do que ninguém, e até o último suspiro da sua vida, mantenha o coração que chega diante do Senhor e diz "tem misericórdia de mim, pecador". Por mais que você tenha tido alguma mudança na sua vida, e esteja vencendo pecados, continue até o último momento "Senhor, tem misericórdia de mim, pecador".


Seja esta a tua oração permanente, todos os dias, sê constrangido frequentemente pelo amor e bondades de Deus, e mesmo nas tuas vitórias e progressos espirituais, sempre seja "Senhor, tem misericórdia de mim, pecador".


Faça sempre como o ladrão na cruz, tenha aquele coração todos os dias da sua vida até você entrar no Reino de Deus "Senhor, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino!"

Altar de Arrependimento.
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, preparar um povo para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.