Quem deu crédito a nossa pregação?


Sexta, 21 de Julho de 2017
Dia do ano: 202
Devocional número 065


Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR? Isaías 53:1

Se nós lermos o final do capítulo 52 e o capítulo 53 de Isaías veremos a pergunta do Senhor através do profeta "quem acreditou em nossa pregação?" Os capítulos falam do Senhor Jesus Cristo, e de como o Salvador se encontrava desfigurado de tanto apanhar e sofrer no momento da crucificação (quando ia consumar a nossa redenção). Jesus sofreu muito e apanhou bastante, e Isaías prossegue profetizando que Ele era desprezado, tido como o mais indigno entre os homens, um homem de dores e experimentado nos trabalhos. Venhamos e convenhamos, esta não é a imagem que nenhum ser-humano faria do Salvador da humanidade. Estamos acostumados a heróis de revistas em quadrinhos e personagens super-poderosos em filmes de cinema, mas JESUS CRISTO, além de ser real, não é a idealização de alguém super-forte ou super-poderoso segundo a carne.

O SENHOR estava provando assim que o maior de tudo é o amor. Você acreditaria em Jesus como Salvador vendo Ele morrer em tanta fraqueza assim? Mas Ele estava vencendo e triunfando em si mesmo de todo o mal que há em toda a história da criação. O Senhor Jesus venceu todas as coisas, mas ainda assim Ele não estava cravejado de brilhantes, Ele não desceu da cruz, e mesmo podendo fazê-lo, não clamou ao Pai pedindo doze legiões de anjos que o viessem socorrer. Não, Ele morreu sozinho, por mim e por ti. Há uma lógica na igreja atual que quer transformar os cristãos em super-cristãos, com super-poderes, que enalteçam e exaltem o ego do homem. Como se ao ser um cristão você não fosse mais passar necessidade alguma ou luta na sua vida, e como se isso te garantisse sucesso, vitória, conquistas e prosperidade em todas as áreas do seu viver.

Isso é uma distorção da mensagem da cruz do Senhor Jesus, inclusive esta pregação de prosperidade e bençãos em tudo é uma pregação que classificaria o Senhor Jesus Cristo como um fracassado, como um derrotado, assim como o Senhor Jesus foi classificado naqueles dias. A escritura diz "nós o reputamos como aflito de Deus e ferido", o Senhor foi oprimido, e os líderes daqueles dias incutiram na mente e coração daquele povo que Jesus estava morrendo por causa de suas "blasfêmias" contra Deus. Eles na verdade armaram a morte de Jesus, num julgamento injusto, e depois diziam que Deus era quem o havia castigado. Eles eram mentirosos e homicidas, como o pai deles, como disse Jesus. É por isso que o Senhor Jesus também nos disse que se quisermos ir após Ele, precisaremos tomar também a nossa cruz, que significa, morrer para si mesmos, e levar junto a vergonha de ser tido como indigno por este mundo. O livro de Hebreus , no capítulo 13 nos comanda "sair fora do arraial, a Ele, levando conosco o seu vitupério".

Hoje uma mensagem rara é a que dá conta de ser desprezado, rejeitado, até mesmo morto, padecer afrontas, por amor de Jesus Cristo. Não se tem muito mais mensagens que falam de sofrer perdas por amor de Cristo, e então qualquer dificuldade na caminhada os cristãos já param e já desistem, pois esperam sempre apenas facilidades e vitórias em tudo. O Senhor poderia ter ganhado os reinos deste mundo se houvesse se dobrado a Satanás, mas nos deu preciosa lição, de que perdendo tudo nesta terra, teremos ganhado tudo lá no céu. Foi isso que o Mestre aconselhou ao jovem rico, em outras palavras 'perca tudo aqui na terra, e você terá ganho tudo lá no céu'. Se você puder entender o significado espiritual destas coisas, entenda.

Deus os abençoe!

Altar de Arrependimento.
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, preparar um povo para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.