Indulgente com os pecados seus, inflexivel com os pecados meus?


Sábado, 29 de Julho de 2017
Dia do ano: 210
Devocional número 073

Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. 1 Coríntios 11:31

Um dos sinais de cegueira espiritual e hipocrisia é justamente quando nos tornamos fortes para julgar os erros dos outros, mas para com os nossos somos extremamente indulgentes. Ser indulgente é ser tolerante, ter disposição em relevar, perdoar, ser clemente, mais ou menos aquela turma do "deixa para lá", "não tem nada a ver", "ninguém é perfeito mesmo". Você já viu alguém assim? Quando são os pecados seus "ah, ninguém é perfeito né", mas quando são os pecados meus "você vai para o inferno pecador". Talvez possa dizer que sim, e este alguém seja você mesmo. Nós temos este caso quando Davi cometeu um pecado e então o profeta Natã foi repreendê-lo. Natã lhe conta uma parábola, e Davi fica furioso com o criminoso da parábola porém não sabia ainda que aquele criminoso era ele. Ah, sim! Você já viu alguém criticar a idolatria do próximo enquanto com a sua própria idolatria é extremamente indulgente?

Isto é hipocrisia (falsidade), quando agimos assim estamos sendo hipócritas, falsos, e isso inevitávelmente vai nos levar a agir num senso de superioridade para com os demais. Com a idolatria da tua "igreja" você é indulgente, mas com a idolatria da "igreja" do vizinho, você é severo? Isso é cegueira espiritual e também fazer acepção de pessoas. O Senhor Jesus nos ensinou que apenas sendo exercitados num tipo de caminhada espiritual em que possamos aplicar nosso coração ao nosso caminho constantemente é que podemos um dia estar habilitados a AJUDAR nosso próximo com os seus problemas. É apenas quando nos tornamos capazes, pela unção do Espírito Santo, de enxergar a trave de madeira em nosso olho que podemos então ser capacitados pelo mesmo Espírito para ajudar nosso próximo com seu cisco de madeira.

Quando esta hipocrisia espiritual está nos bloqueando ela nos cega para a enorme trave que há em nossos próprios olhos. Nos tornamos insensíveis e cauterizados para nossas falhas, ao passo que ficamos extremamente sensíveis e ofendidos com as falhas dos outros. Nós vemos isso na passagem em que todos iriam apedrejar aquela mulher, apanhada no ato do adultério. Todos estavam furiosos querendo a sua morte. Deveriam estar se sentindo talvez santos, zelosos das leis de Deus, cumpridores da palavra, mas eles, como nós muitas vezes, haviam esquecido um detalhe. O Senhor fez questão de lembrá-los e trazer as suas consciências os seus próprios pecados e então lhes diz "quem dentre vós estiver sem pecado, atire a primeira pedra". Isso é muito forte pois na sequência Jesus vem e demonstra na prática como age alguém que está sem pecado, no caso dele porque nunca pecou, no nosso caso, apenas por sermos perdoados. O Senhor Jesus vem e ajuda a mulher a se levantar e lhe ensina a viver nova vida, vida diferente.

Eu sei que esta palavra coloca todos nós de rosto em chão, boca no pó! Quando teus pecados parecerem menores do que o do teu próximo, cuidado, você não está em condições de ajudar ninguém!

É hora de deixar o Espírito Santo esmagar todo o seu orgulho e vanglória! E que o mesmo Espírito nos santifique e nos separe de todo o mal e de todo o pecado, em nome de Jesus!

Altar de Arrependimento.
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, preparar um povo para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.