Sansão, o indomável


Sábado, 08 de Julho de 2017
Dia do ano: 189
Devocional número 052


"E, vindo ele a Leí, os filisteus lhe saíram ao encontro, jubilando; porém o Espírito do Senhor poderosamente se apossou dele, e as cordas que ele tinha nos braços se tornaram como fios de linho que se queimaram no fogo, e as suas amarraduras se desfizeram das suas mãos." Juízes 15:14

Se você quiser compreender melhor toda a história leia o capítulo 15 inteiro de Juízes, a história dá conta de um momento em que Sansão é fortemente amarrado por uns 3 mil homens de Judá que vieram ao seu encontro para o entregar nas mãos dos filisteus. Havia toda uma situação de fundo acontecendo, e Sansão havia provocado os filisteus sendo que os homens de Judá por causa disso temeram e decidiram entregar Sansão nas mãos dos filisteus pois não queriam brigar. Sansão não se levantou contra os seus irmãos, Sansão permitiu que o amarrassem fortemente e o entregassem nas mãos dos filisteus. Mas dai para frente a história toma outro rumo, pois aqui é relatado que o Espírito do Senhor veio sobre Sansão de modo tão poderoso que as cordas que havia em seus braços se tornaram como finos fios de linho que se queimaram no fogo, e então as amarraduras desfizeram de suas mãos. Na sequência Sansão enfrenta mil homens de uma só vez com uma queixada (um osso do queixo) de um jumento.

Eu aprendo uma coisa nesta passagem, que quando o Espírito do Senhor vem sobre um homem, este homem se torna indomável no Espírito. Ninguém conseguia domar Sansão, ele não podia ser controlado, ele não podia ser amarrado, ele não podia ser manipulado, não podia ser subjugado, e hoje nós devemos aplicar tudo isso na verdade não contra outros seres humanos, mas sim contra a maldade, a nossa maldade e contra o pecado. Quando a unção vem sobre você então te dá poder de reagir contra o mal, poder de não se entregar, de não se render, te torna forte e ousado como um Leão no campo de batalha espiritual. A força que Sansão tinha representa para nós a força da Unção do Espírito do Senhor. Nossos inimigos não são de carne e sangue, mas sim principados, potestades, inimigos espirituais. Apenas no poder do Espírito Santo é que podemos nos desvencilhar das amarras do nosso pecado, do pecado deste mundo, da maldade deste mundo. A unção veio sobre Sansão e o capacitou a lutar, ele lutrou bravamente, lutou até o ponto de se cansar, do mesmo modo somos nós, Paulo escreveu em uma de suas cartas que ele travava "um grande combate" em oração pelos irmãos (Colossenses 2:1, Colossenses 4:12), e assim também em vários momentos este termo é usado, a respeito do combate, da luta em oração pela vida dos irmãos.

Orações (sejam agradecimentos, louvores, súplicas, petições, intercessões), Jejum, Leitura da Palavra, Prática do bem e da justiça em conformidade com a Palavra, e a Pregação da Palavra são as nossas armas espirituais.

Sejam indomáveis no Espírito! Saquem as suas armas! Vamos a guerra! Mas vigiem, não somos invencíveis! Antes da queda vem a exaltação!

Confiemos só em Deus!

Altar de Arrependimento.
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, preparar um povo para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.