A satisfação de Cristo em seu penoso trabalho


Quinta, 29 de Junho de 2017
Dia do ano: 180
Devocional número 043

Quando eu penso sobre a profecia de Isaías 53, que descreve com precisão os sofrimentos que Jesus Cristo passaria nesta terra eu não posso deixar de me maravilhar o tempo todo! A profecia descreve que o Salvador Prometido por Deus viria a este mundo e sofreria muito, seria rejeitado, não haveria nele beleza ou formosura, ele não seria desejado, o Salvador iria sentir dor, trabalhar muito, conhecer a fadiga e o cansaço, e não é a toa que em tão grande descrição de sofrimentos o versículo 11 chega a resumir a obra de Salvação que Jesus Cristo operou de uma vez por todas na cruz como um PENOSO TRABALHO!

Nesta terra quando todos trabalham eles trabalham para si, e a recompensa do seu trabalho, o seu salário, lhes é dado para seu próprio uso ou benefício. O trabalhador se alegra em receber o seu suado porém honesto salário! Quando nós olhamos para a profecia que descreve os sofrimentos de Jesus pela nossa Salvação, podemos perceber que o penoso trabalho realizado por Cristo tem sim a sua recompensa! Isaías declara que Ele veria o fruto do seu penoso trabalho e ficaria satisfeito! Ele declara que após todo o sofrimento da sua alma Jesus experimentaria alegria por tudo aquilo que Ele realizou! Satisfeito, completo, pleno, realizado, não arrependido de ter feito! Jesus feliz por ter vencido a pior de todas as batalhas na cruz! A mais dura de todas as batalhas foi travada naquele momento, e Ele venceu!

O que mais me maravilha é que quando Ele vence depois de tamanho sofrimento então a sua recompensa, que tanto alegra o seu coração, é a Redenção do homem! Pense bem, Jesus estava a direita do Pai nos céus, Ele já tinha tudo! Todas as coisas lhe pertencem! Ele não veio aqui salvar o homem como alguém que tem necessidade de que o homem esteja com Ele, não é isso, é apenas um indescritível e insondável e puro amor tremendo e santo! Isso é inexplicável! Vou dar um exemplo muito simples diante da grandeza do que vou tentar exemplificar, mas é como se você acordasse cedo, dormisse tarde, todos os dias trabalhando, e trabalhando, e trabalhando, se cansa, se esforça, e no final do mês, você é digno daquele salário, você tem méritos, você trabalhou o mês todo por aquilo, é seu! E então você pega o seu salário e entrega ele para a pessoa mais pobre que você conhece, que está morrendo de fome, e diz "eu me alegro de ter trabalhado o mês inteiro para que você (que não trabalhou) receba o salário". E então você vai e muito feliz da vida dá o seu salário inteiro para aquela pessoa!

A sua alegria então se torna ver aquela pessoa sendo beneficiada pelo seu trabalho! Ah sim, Ele trabalhou duro e o salário que nos entregou ao final de tudo é  a eternidade, a vida eterna, é eterno! Pense nisso algum dia da sua vida, a alegria de Cristo na recompensa dos seus sofrimentos é a alegria de ver a Redenção do homem que nada tem para lhe oferecer! Isso é amor, não egoísmo, isso é amor, não interesse! Este é Deus!

Vamos finalizar lendo o verso 11, mas você pode ler o capítulo todo clicando aqui em Isaías 53:

"E, quando Ele puder ver o resultado do seu terrível sofrimento, ficará muito satisfeito. Através de tudo o que passou, o meu Servo, o Justo, fará muitas pessoas se tornarem justas diante de Mim, porque Ele mesmo levará sobre Si os pecados delas." Isaías 53

Você pode recebê-lo hoje! Ore a Deus e faça esta escolha que tem implicações eternas, começando aqui e por todo o sempre, o Amor de Deus vai lhe acompanhar!

Deus os abençoe eternamente!

Altar de Arrependimento.
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, preparar um povo para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.