Você também desistiu por causa da pestana?


Você também desistiu por causa da pestana? Conheço não poucas pessoas que tiveram nos seus corações o desejo de aprenderem a tocar violão algum dia. Dentre estas pessoas desejosas conheci um pequeno grupo que realmente teve a iniciativa de começar a tocar. Eles foram, compraram o instrumento, e começaram a conversar com diversas pessoas para ver se era fácil ou difícil tocar violão. Baseados na experiência de outras pessoas muitas já começaram suas aulas de violão derrotadas mentalmente. O motivo é muito simples, chama-se PESTANA. Talvez você não faça ideia do que é a tal da pestana, mas creio que cada 9 entre 10 pessoas que começaram a aprender tocar violão algum dia tiveram muita dificuldade para fazer a tal posição chamada pestana. Quando você é novo violonista e não sabe muito a respeito de como é tocar violão, as vezes não sabe nada por causa de não ter experiência prática nenhuma, então você sempre vai escutar as pessoas fazendo caretas e falando que a tal da pestana é muito difícil. Não são poucas as pessoas que vão te dizer que já tentaram tocar violão mas quando chegaram na pestana desistiram. A pestana é um verdadeiro Golias do mundo dos violões, um gigante que parece invencível a primeira vista, mas não é.


Pois é, a posição da pestana consiste em usar o dedo polegar e indicador da mão que segura as cordas do violão de modo que o teu indicador faça um tipo de pinça prendendo todas as cordas de uma só vez com este único dedo para que você possa usar os outros para montar o resto do acorde. É como na foto que postei. Por incrível que pareça mas a dificuldade em fazer esta tal posição é o que impediu a maioria das pessoas que um dia começou a tocar de continuar tocando. As pessoas até inventam formas de fazer acordes sem as  pestanas, mas sempre esbarram em canções em que não usar a pestana irá estragar a harmonia planejada pelo compositor por completo. A pestana é também uma peça do violão, aquela que mantém as cordas levemente separadas entre si, para que cada uma possa soar livremente, e também as mantém um pouco elevadas para que não batam no braço do violão. Ela fica perto daquilo que chamamos de mão do violão, onde também vão as tarraxas que servem para apertarmos ou afrouxarmos cada corda do violão para que possa atingir a nota musical perfeita. Esta pestana porém da qual falamos é uma peça feita de plástico ou chifre de animal fixa no violão, mas para se alcançar determinadas notas musicais desejadas e se tocar com liberdade faz-se necessário muitas vezes imitar o efeito da pestana usando o nosso dedo indicador.

No começo a maioria das pessoas pensa ser impossível conseguir fazer uma pestana. As cordas trastejam, e se você tiver uma mão grande dirá que não consegue porque sua mão é muito grande. Se for pequena, dirá que sua mão é pequena. Se for fraco, dirá que é porque é muito fraco. Se for forte, dirá que é porque não consegue ser delicado o suficiente. Enfim, as desculpas são muitas, e a maiorias das pessoas apenas senta e fica a chorar a respeito de não conseguir realizar a pestana, já outras, simplesmente tentam novamente, e novamente, e novamente, até que finalmente conseguem. Eu conheço pessoas que pararam de aprender tocar violão faz dez anos e mesmo assim ainda hoje elas continuam reclamando que pestana é difícil, basta surgir o assunto violão na conversa e elas revivem as memórias e dificuldades do passado como se estivessem vivendo aquilo ainda hoje. Na verdade se você insistir verá que não é necessário força, apenas prática, perseverança, e pegar o jeito da coisa. Sei que um violão bom também ajuda, mas via de regra, mesmo num violão muito ruim, não é impossível fazer as pestanas, os famosos acordes com pestanas.

As pestanas são portanto uma espécie de prova, de peneira, de teste, de barreira natural que o instrumento impõe aos que o desejam manuseá-lo. As pessoas podem se conformar em tocar sem as pestanas, mas sempre terá as canções que não conseguiram acompanhar, ou ela pode se dispor a encarar o desafio imposto pelo instrumento e de uma vez por todas vencer as tais pestanas. Eu sei que a maioria das pessoas desiste por causa da dor, dos calos nos dedos, e por causa do pouco resultado aparente quando se começa a treinar pestanas. As vezes as pessoas querem aprender a executar uma pestana perfeita em apenas uma hora de aula, e se não conseguem ao chegar em casa, no dia seguinte elas já cancelam seu curso. Tudo vai muito bem e tranquilo, e é só sorrisos até que não chega a hora em que aprender vai te custar um pouquinho mais de esforço, dor, tempo, insistência, enfim, ficará mais difícil, e então você simplesmente pode ir e desistir para sempre, ou escolher continuar. Esta é a sua escolha, o violão não vai fugir de você, se você o pegar nas mãos e treinar ele sempre estará lá, nas suas mãos. O aprender pestana na verdade varia também de pessoa para pessoa, depende de vários fatores, uns são mais rápidos, outros mais demorados, mas até uma criança de 3 ou 4 anos de idade já é capaz de fazer uma pestana num violão de adulto, acredite se quiser mas eu já vi em vídeos.

Na realidade eu não estou falando a respeito de técnicas de violão, mas sim da caminhada cristã, muitas pessoas desistem de Cristo quando chega a hora das "pestanas". Quando tudo fica um pouco mais difícil brota em nossos corações um sentimento de desistência, mas infelizmente em alguns de nós tal sentimento é cultivado. É como na parábola do semeador em que a semente é lançada em meio aos pedregais, e então cresce com alegria, porém quando chegam as provações e dificuldades do sol escaldante a semente da palavra murcha e seca. Não tinham profundidade nem raiz em si mesmos, e o sol veio apenas para mostrar aquilo que já não estava bom. Jesus disse que cada um será provado com sal, e com fogo, e que a obra de cada um será manifesta se em Deus ou não algum dia. Pense no seguinte, uma casa construída na rocha demorou muito mais tempo e esforço para ser construída, mas ela resistiu a tempestade. Já a casa na areia, foi edificada muito rápido e sem tanto esforço, mas não pode subsistir na tempestade. Vejam isso, que a tempestade apenas provou qual era o alicerce sob o qual estava a casa. Por isso eu digo a você, sua casa pode ter caído, seu coração, sua comunhão com Deus podem ter caído, mas hoje, levante-se e reconstrua, reconstrua seguindo o código de construção correto. Talvez você tenha desistido do instrumento por causa das pestanas, que são mais difíceis, mas hoje eu digo a você, retome as suas aulas, enfrente as dificuldades, você que há anos toca violão e nunca aprendeu a fazer pestana, crie coragem, encare a dificuldade, aprenda a perseverar e esperar em Deus, uma hora as pestanas vão começar a sair, e logo será natural fazer pestana.

Elas realmente são uma prova, pois parecem difíceis no começo, mas elas apenas fazem é selecionar os que realmente querem tocar o instrumento ou não.

Não fosse as dificuldades da pestana, todo mundo tocaria violão.

Assim é o Reino dos Céus, não é sem dificuldades e esforços que chegaremos lá, mas através delas... Deus prova nossa fé, a purifica, e deixa bem claro quem realmente deseja ou não o Seu Reino.

Se você desistiu por causa da pestana, você não era digno do violão.

Por favor, levante e lute com a força do Senhor ( se é que você quer ).

Deus abençoe a toda a terra!
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, preparar um povo para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.