O Poder do Amor de Deus no Sacrifício de JESUS pelos nossos pecados


"Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo, E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé; Para conhecê-lo, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte; Para ver se de alguma maneira posso chegar à ressurreição dentre os mortos. Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus." Filipenses 3:7-14

Deus nos amou de tal modo que entregou Seu Filho Jesus Cristo, e Ele veio a este mundo e morreu na cruz para nos salvar. Crendo nele recebemos de Deus Vida Eterna, pois este é o dom que Deus dá a todo que receber o Seu Filho Amado, em quem Ele tem prazer. Há um amado dos céus, Jesus Cristo de Nazaré, o Filho do Deus Vivo, o Incomparável Cristo, chamado Messias, o Senhor dos Senhores e Rei dos reis. Por meio dele nós também podemos nos achegar a Deus, também como filhos amados, tendo recebido em nossos corações o Espírito de Adoção, o Santo Espírito de Deus que traz a vida de Deus desde o Trono do Senhor para o nosso coração. Ele é o AMADO, e nós que cremos somos também amados, amados menores do que o AMADO mas igualmente amados com o mesmo amor. Nisso quero dizer, o Pai nos amou e nos ama com o mesmo amor que ama Seu Filho AMADO, Jesus Cristo. Ele nos amou em Cristo, por meio de quem recebemos a filiação, e podemos agora ser chamados filhos de Deus, se crermos. E Deus, certamente nos ama na mesma intensidade e proporção com que ama Jesus Cristo, Aquele que nunca pecou.

Você consegue imaginar qual seja a vastidão, a imensidão, a largura, altura e profundidade, as riquezas gloriosas da manifestação da graça, amor, misericórdia, perdão e justiças de Deus no dom de Seu Filho? É por meio do que Jesus fez que temos acesso a esta tão maravilhosa graça, por meio da qual podemos encontrar repouso e descanso para as nossas almas. Quando Deus olha para Cristo, Ele está totalmente satisfeito com Cristo, e quando Ele olha para os que receberam Seu Filho, os miseráveis pecadores como nós, Ele nos olhará com o mesmo olhar. Certamente Deus corrige a quem ama, repreende, ensina, exorta, consola. Certamente a boa obra que começou a levará até ao fim. Mas veja bem, Deus, por meio de Jesus Cristo, quando nos reconciliamos com Ele através do sacrifício de Jesus, Deus nos olha com o mesmo olhar que olha para Cristo e nos chama de filhos amados em quem Ele agora tem também o seu prazer e contentamento. Eu sei que somos miseráveis demais e até mesmo limitados demais, até mesmo para crer e aceitar este escândalo da graça de Deus, esta tremenda boa nova trazida no terrível sofrimento de Jesus Cristo na cruz.

Eu sei que o nosso ego prefere uma religião e um deus onde o que vale é a nossa justiça própria. A justiça própria atrairá o legalismo, e junto do legalismo virão a condenação e a culpa, o resultado disso é uma vida inteira de medo e angústia, sempre se sentindo falho para com Deus e em falta. No Evangelho, a justiça vem de Deus e é através de Cristo, não tendo nós justiça própria que venha de nós mesmos, mas sujeitando-se a justiça que vem de Deus, a qual é Cristo para todo aquele que puder crer. Há muitos que não conhecendo a justiça de Deus tentam até hoje estabelecer a sua própria, mas mudança de coração só é possível quando Cristo vem viver em nós pela fé habitar em nossos corações. É tremendo crer em Cristo pois suas palavras são firmes promessas de alguém que tem todo poder e não pode mentira, elas são a segurança e garantia da minha alma, onde mesmo que eu não veja em mim uma obra completa eu sou levado pela fé a crer que aquele que nem mesmo ao Seu Filho poupou, e que junto com Ele nos deu todas as coisas, completará aquilo que começou. A minha salvação reside no poder que Cristo tem em operar em mim, e não no poder que eu tenho em me sujeitar a Ele. Sem Ele eu nada posso fazer. Sem mim Ele fez os céus e a terra! O que eu poderia dar ao Deus que tem tudo? O que posso dar ao Criador dos céus?

Beberei o cálice da salvação! Celebrarei com júbilo ao Senhor, o meu Redentor!

Já que Deus é Amor, arrependam-se e creiam no Evangelho!

Anderson, Amado por Deus!
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, preparar um povo para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.