GRAVE ALERTA: Os anciãos de Israel "discutem" com o Profeta Samuel


"Ora o rei falava a Geazi, servo do homem de Deus, dizendo: Conta-me, peço-te, todas as grandes obras que Eliseu tem feito." 2 Reis 8:4

Geazi era um servo do profeta Eliseu, até mesmo o rei chegou a interrogá-lo a respeito dos grandes feitos do ministério de Eliseu. Geazi era o tipo de pessoa que saberia contar com detalhes as manifestações do poder de Deus sobre Eliseu, ele acompanhava tudo de perto, não obstante isso Geazi não andava nos mesmos passos de Eliseu tanto que aceitou o presente de Naamã e pegou para si uma terrível lepra por toda a vida.

Os filhos do profeta Samuel também, eles eram filhos do próprio profeta, porém não andavam nas pisadas do seu pai, não seguiram aquilo que seu pai anunciava a Israel, ainda que de tão perto acompanhassem a vida deste poderoso servo de Deus. Eles eram desviados dos caminhos do Senhor apesar de serem filhos do próprio profeta Samuel. Eles cresceram na casa do profeta e ouviram ele falando sobre a palavra do Senhor, mas não colocaram em prática aquilo que viram na vida do seu pai.

Através da vida de Geazi e da vida dos filhos do profeta Samuel podemos aprender muitas coisas.

"E sucedeu que, tendo Samuel envelhecido, constituiu a seus filhos por juízes sobre Israel. E o nome do seu filho primogênito era Joel, e o nome do seu segundo, Abia; e foram juízes em Berseba. Porém seus filhos não andaram pelos caminhos dele, antes se inclinaram à avareza, e aceitaram suborno, e perverteram o direito." 1 Samuel 8:1-3

Samuel já envelhecido e chegando a fraqueza da idade colocou seus filhos para julgarem Israel, porém seus filhos foram uma vergonha para ele e para o Senhor, foram avarentos, aceitaram suborno, perverteram o direito. Poderíamos nos perguntar: O que levou os filhos deste tão nobre profeta, o qual era a representação de um novo sacerdócio para Israel, o que levou estes homens que viram tão de perto a palavra do Senhor na vida do seu pai a se perverterem tanto assim? Uma vez eu ouvi uma pessoa a dizer algo "dê poder para alguém e você conhecerá qual é o seu coração".

O colocar dos filhos de Samuel como juízes de Israel era um tremendo teste naqueles dias, e Israel foi reprovada. Ao observar a queda dos filhos de Samuel Israel finalmente foi e pediu para si um rei, na realidade Israel já estava a observar outras nações, e como todas elas tinham um rei que entrava e saia adiante do povo, e para Israel o fato dos filhos de Samuel se tornarem maus juízes fez com que aquela ponta pequena de desejo de abandonar ao Senhor que eles tinham agora encontrasse aparentemente razão e justificação de ser.

"Então todos os anciãos de Israel se congregaram, e vieram a Samuel, a Ramá, E disseram-lhe: Eis que já estás velho, e teus filhos não andam pelos teus caminhos; constitui-nos, pois, agora um rei sobre nós, para que ele nos julgue, como o têm todas as nações." 1 Samuel 8:4,5

Este rei que foi constituído todos nós sabemos que foi Saul, e quem conhece a história sabe que não deram certo as coisas.

"Porém esta palavra pareceu mal aos olhos de Samuel, quando disseram: Dá-nos um rei, para que nos julgue. E Samuel orou ao Senhor. E disse o Senhor a Samuel: Ouve a voz do povo em tudo quanto te dizem, pois não te têm rejeitado a ti, antes a mim me têm rejeitado, para eu não reinar sobre eles." 1 Samuel 8:6,7

Na realidade o entendimento desta situação toda é bastante profundo, mas o Senhor pelo visto esperava que Israel já tivesse aprendido a buscar a Deus estando ouvindo ao profeta Samuel a sua vida toda. Mas Israel naquele momento de dificuldade, onde os filhos do profeta estavam desviados, acabaram indo buscar uma solução segundo o seu próprio entendimento que acabou sendo tornar-se iguais a todas as demais nações, tendo um rei, um homem sobre si. Na verdade que a queda dos filhos de Samuel apenas contribuiu para manifestar a rejeição daquele povo pelo Senhor e pela Sua Santidade.

Eles ao invés de continuar no ensino que Samuel lhes havia entregado da parte de Deus apenas acabaram tirando de vez o foco do Senhor e foram observar as outras nações, seu costumes, e aprenderam a invejar e cobiçar o terem sobre si um rei como as demais nações.

Com isso eu quero ressaltar duas lições que nós aprendemos a lidar nestas situações:

1) Não basta andar com homens de Deus, você precisa realmente ter comunhão com Deus. Muitos confiam demais nas pessoas só porque elas frequentam uma igreja, cantam no louvor, ou por causa do título que trazem consigo, pastor, apóstolo, bispo, profeta. Na verdade mesmo homens que andam com santos homens de Deus, ou que congregam em igrejas realmente santas, ou que fazem parte como pastores em um grupo de pastores realmente santos, mesmo entre estes há vigaristas da maior espécie e desviados de marca maior, inclusive pastores desviados, doentes, cegos, manipuladores, frios, cruéis. Portanto, mantenha sempre o seu foco na palavra, não obedeça cegamente ao homem, nem respeite a aparência do homem só porque ele anda com alguém que é de Deus, ou porque frequenta uma igreja, ou porque tem um título de bispo ou de pastor. Não respeite a aparência das pessoas, compare tudo com a palavra, pois já muitos Geazis e filhos de Samuel estão por ai no mundo - igreja. Apesar de estarem ligados a uma aparente santidade, e terem nome de arrependimento, trazem consigo um veneno mortal, um falsificado arrependimento e santidade, um falso arrependimento e santidade, que pode ter aparência de rigor com a carne, mas na verdade é apenas um espírito de medo tentando se infiltrar nos corações como se fosse o Espírito Santo. Homens como estes se sentem muitas vezes confortáveis por serem servos de Eliseu, ou filhos de Samuel, mas para o bem da sua alma fuja destes pastores maldizentes mesmo que eles sejam quem sejam. Ame mais a palavra de Deus pois as pessoas e pastores podem estar desviadas mesmo dentro de um ministério santo.

2) Aprendemos portanto que mesmo um ministério santo não é imune a falhas, erros, e quedas e portanto nunca devemos olhar para líderes e pastores como se fossem infalíveis, ou seja, não devemos depositar nossas vidas nas mãos deles pois podem falhar, devemos confiar em Deus e não nos sentir confortáveis por fazemos parte de ministério "a" ou "b" pois hoje ministérios podem estar no céu e amanhã no inferno. Sejamos prudentes para não sermos arrastados com a multidão, pois a salvação é individual e não coletiva, nunca se esqueça que o responsável pela tua comunhão com Deus é você e não o líder espiritual da tua igreja, não dependa do coletivo, tenha o teu particular com Deus. Esta questão de criar uma mentalidade coletiva explica o porquê quando há uma crise na liderança de um ministério santo nem todos podem identificá-la, isso acontece pois aprenderam a confiar e a depender daquele ministério mais do que de Deus. Mas quando a corrupção do pecado entra ali, então devemos vigiar muito bem o nosso coração para não nos apartarmos do Senhor e não usarmos aquela situação como desculpa e distração para olharmos agora para "os outros povos" e desejarmos ser igual a eles. As palavras do Senhor continuam de pé mesmo que toda a liderança de um ministério santo caia. Mesmo que todos falhem as palavras do Senhor permanecem para sempre e é para isso que Deus quer que nos atentemos, para a sua palavra. Não pareceu bem aos olhos do Senhor a atitude de Israel que rejeitava Samuel, se porém Israel houvesse esperado no Senhor então o próprio Deus teria resolvido aquela situação dos filhos de Samuel. Os filhos de Samuel simbolizam pastores que são parte de um ministério santo mas se desviam por causa da sede pelo poder, ganância, ou pela posição de autoridade que receberam. Passam a se gloriar e se achar no direito de fazer o que bem entendem, mas na verdade estão apenas pervertendo o juízo. Nesta queda dos filhos do profeta nós não podemos cair no mesmo erro que Israel, e partir para buscar um rei qualquer no lugar por conta do desespero. Nós já temos agora um REI sobre nós, que é Cristo, e já estamos buscando um REINO, dos céus. Então mesmo que homens falharem miseravelmente, e se corromperem de forma absurdamente inacreditável como temos visto. Mesmo que isso ocorra de tal forma que você possa chegar a pensar "eu não acredito que os filhos do profeta estão fazendo estas barbaridades", mesmo assim saiba que o Senhor está nos provando, querendo saber o que há em nosso coração, se vamos perseverar em seguir a Ele, ou se iremos usar a queda dos filhos do profeta como desculpa para abandonarmos ao Senhor, a justiça, o arrependimento, a santidade, a preparação, e simplesmente nos unirmos aos pensamentos das demais nações e nos tornarmos iguais a elas agora, buscando as mesmas coisas.

Tome cuidado para que pela inconstância de outros você não venha cair da sua firmeza!

"Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa;e quem nela crer não será confundido. E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes,a pedra que os edificadores reprovaram,essa foi a principal da esquina, E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo,para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados. Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia." 1 Pedro 2:6-10

Quem crer em Jesus, não será confundido, entretanto, se a tua casa estiver construída em qualquer outra coisa que não a Rocha Eterna, não poderá ficar de pé ante as tempestades deste mundo.

Para alguns de vocês o que escrevi tem tremendo significado espiritual a esta hora, se você tiver ouvidos, pode ouvir, pois estou dizendo exatamente o que eu quis dizer, cuidado com o falso arrependimento e santidade que se infiltrou em meio ao verdadeiro arrependimento e santidade, cuidado com os filhos de Samuel, com os Geazis da vida, e pastores desviados, que estão pervertendo o juízo nesta hora. Pelos frutos você poderá conhecer a árvore como disse o Senhor.

Eis os frutos:

"Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança." Gálatas 5:22

Para alguns que estão acostumados a julgar tudo segundo a aparência, fruto de arrependimento é só coisas exteriores, mas é muito mais profundo do que isso, se não nascermos de novo, não poderemos entrar no Reino dos Céus! O falso arrependimento e santidade não traz estes frutos, ele pode parecer rigoroso contra a carne, mas é um espírito de medo infiltrando-se "disfarçando-se" de Espírito Santo. O verdadeiro arrependimento cura a alma das pessoas por mais amargo que ele seja, e a verdadeira santidade estabelece a cura e a vida eterna. Mas o falso, ao invés de apascentar e alimentar as ovelhas, apenas as ameaça, ao invés de abençoar, apenas amaldiçoa, ao invés de corrigir e repreender, apenas causa alienação de si próprio e do reino dos céus, ele diz, o falso: Apenas obedeça, não questione. Tal é o falso arrependimento, o verdadeiro ensina as escrituras, ensina a palavra do Senhor, e deixa que a palavra transforme. O falso é apenas usada a força e a violência, rigor e dureza, ameaças sobre ameaças, maldições e mais maldições sem causa, onde qualquer pergunta é tida como rebelião, e as ovelhas são guiadas ao vento das "revelações" dos pastores e não dá palavra do Senhor.

Cuidado irmãos, a hora é de muitas trevas, espero que as vossas lamparinas estejam acesas, e estejam preparados para queimar muito Azeite a esta hora em que será exigido bastante foco em JESUS das nossas lâmpadas!

"Portanto, não os temais; porque nada há encoberto que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se." Mateus 10:26

Shalom amigos!

(...)
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, preparar um povo para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.