Deixados para trás - O Sentimento


Eu penso que a sensação de estar ficando para trás quando comparado com os demais cristãos é um sentimento muito comum em alguma fase de bastante imaturidade cristã. Eu creio que a maioria de nós já passou por este sentimento, e os que já o conseguiram totalmente ou em partes vencer acabam percebendo o quanto ridículos eram os seus pensamentos. Paulo disse com verdade que quando somos meninos falamos como meninos, mas quando crescemos, então deixamos para trás, abandonamos as coisas de menino. Se há um momento para se desejar ardentemente o crescimento espiritual este momento consiste nos dias em que vivemos. O crescimento espiritual é necessário pois a Noiva de Cristo deve ser uma Noiva Madura e Perfeita. Quero dizer com isso que desde quando recebemos a Jesus Cristo em nossos corações nunca foi o intento de Deus que nós parássemos de crescer espiritualmente. Pelo contrário, a vontade de Deus e o que ocorrerá se você continuar caminhando é que o seu aproveitamento será manifesto em louvor, glórias e honras a Deus.

"Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo;" 1 Pedro 2:2

O outro motivo pelo qual devemos desejar, buscar e pedir a Deus crescimento espiritual nestes dias é o fato de que os dias são muito maus, e sobreviver em Cristo, sobreviver espiritualmente nestes dias exigirá muita graça do céu convertida em maturidade espiritual em nossas vidas. Você pode ver pela palavra que apenas o leite puro, racional, não falsificado é que dá crescimento a igreja, e este leite é a Palavra Pura que o Espírito Santo ensina e com ela nutre os corações dos cristãos. Tem acontecido muito hoje em dia que as pessoas recebem a Jesus Cristo porém elas não continuam sendo nutridas pelo Leite Puro, elas começam a se alimentar de falsidade, mentiras, muitas delas contadas no púlpito da igreja em nome de Deus, supostamente em nome de Deus pois na verdade são falsas profecias que ao invés de nutrir o Espírito estão apenas nutrindo a carne.

Por isso eu quero dizer que muitos de nós já experimentamos o sentimento de olhar para o lado, olhar para algum irmão ou irmã em Cristo, seja ele mais novo ou mais velho na fé do que você, e então começar a olhar exteriormente a experiência que julgamos que aquele irmão ou irmã está tendo com Cristo e então pensar "ah, olha como Deus está visitando este irmão, e eu aqui faz tanto tempo e nada tenho recebido..." Pensamentos parecidos com este creio que são parte de uma fase no processo de amadurecimento de cada cristão, creio que muitos de nós já passamos por isso e alguns de vocês talvez ainda estejam presos a este sentimento, a esta sensação. É por isso que a bíblia nos diz que devemos nos alimentar do Espírito Santo e não através de sensações pois eu e você sabemos o quanto nossas sensações e o nosso coração são enganosos. Ter a sensação de que os teus irmãos todos estão "assentados em regiões celestiais com Cristo", desfrutando da maior e mais poderosa comunhão com Deus enquanto você está lá no "vale da sombra e da morte" pode acabar sendo mortal se você não conseguir vencer isso.

Vou deixar para vocês algumas considerações a este repeito, bem como sobre o quanto este sentimento infantil, imaturo, pode matar a sua caminhada com Jesus Cristo, e assim talvez posso encorajar alguns de vocês a vencê-lo e recolocar os seus olhos somente em Jesus Cristo.

Sentimento de vitimismo

Muitos quando atacados por este sentimento acabam se colocando na posição de vítimas, ou de culpados. Há também quem culpe a Deus e se volte contra Ele. Você vai ver este sentimento acontecendo na vida do irmão mais velho do filho pródigo em Mateus 15. Quando o seu irmão finalmente volta para casa e o PAI começa a fazer a maior festa, e se alegra com tudo que tem para se alegrar, com todos os recursos, com todas as suas forças, logo vemos o irmão mais velho murmurando contra o mais novo "... este seu filho gastou os bens com prostitutas, e agora está ganhando o bezerro cevado...", ele nem o chamou de irmão, ele disse "... este seu filho...",  e então o pai o corrige e diz "... este teu irmão..", quer dizer, não é apenas o filho daquele pai, era também seu irmão, mas ele agora movido de um sentimento confuso, talvez invejoso, faccioso, não conseguia entender porque o pai estava na ótica dele "deixando ele para trás", ele que sempre fora tão obediente e sempre seguiu os conselhos do pai. Era como se este filho estivesse dizendo para o pai "foi mesmo inútil te servir e te obedecer tanto tempo, veja, se talvez eu tivesse feito como ele você teria me recebido bem...". Nós sabemos muito bem que este tipo de sentimento não tem como sobreviver quando confrontado com a verdade, mas o irmão mais velho se sentia "desprezado pelo pai". Isso é grave, é acusar a Deus quando na verdade o erro é nosso. Nunca se permita ser enganado ao ponto de se colocar na posição de "vítima", isso pode amargar o seu coração instantaneamente, e também o coração de muitos.

Julgamentos precipitados

Julgamentos precipitados são falsos juízos baseados apenas na aparência e não na realidade dos fatos. Estes julgamentos normalmente podem ser realizados baseados em ruins suspeitas, e ruins suspeitas podem ser causadas por setas inflamadas pelo maligno atiradas sobre o nosso coração. Há pelo menos duas armas para vencer estas coisas, eu vou citar na verdade três que são o amor, a fé, e a paciência. Não é raro que irmãos olhem para alguém que prega a palavra como eu e pensem "este dai já está no céu, por isso ele está falando estas coisas...", "ele não sabe o que estou passando, por isso está pregando assim", "ele fala assim porque para ele é fácil, ele já é santo...". Mas as pessoas não sabem o que estão falando. O mesmo tipo de pensamento pode aparecer com relação a algum irmão ou irmão que você olhe e pense que ele é mais espiritual do que você e muitas e muitas vezes se você soubesse a realidade das coisas talvez aquele irmão ou irmã sejam até mais miseráveis em Cristo do que você mesmo. Talvez muitas das experiências que você inveje na vida deste irmão nem sejam verdadeiras, mas isso não importa, o que acontece é que muitas vezes as pessoas fazem julgamentos sem justiça. Não vê atualmente como pela imaturidade e cegueira espiritual muitos tem chamado falsos profetas de Homem de Deus? E muitos pensam "ah, eu queria pregar como este homem". E o tal homem é um falso pregador. Por isso não devemos ser tomados por sentimento mas pela palavra.

Tirar os olhos de Jesus Cristo

Sabe que comparar-se uns com os outros pode ser uma das formas mais sutis do inimigo tirar a nossa atenção de Jesus Cristo. Quando Pedro perguntou a Jesus Cristo a respeito sobre o que seria da vida de João então o Senhor Jesus lhe disse mais ou menos isso: "Que tem importa o que eu quero para ele? Vem você e me segue!" Muitas vezes precisamos entender que a igreja do Senhor, a reunião dos cristãos não é uma competição para podermos ver quem é o mais ungido, quem é o mais espiritual, quem é o homem ou a mulher mais próximos de Deus. Não é mesmo, este não é o sentido da fé cristã e este sentimento nem mesmo é cristão. Não são raras as vezes em que o João olha para o José na igreja e o João pensa "ah, como eu queria ser espiritual como o José", e mal sabe ele que o José está pensando a mesma coisa do João. Ambos ainda precisam muito despertar e amadurecer e entender que todos nós estamos lutando e clamando a Deus para sermos iguais a Jesus Cristo. Muitas pessoas já me disseram "ah, eu queria ser igual a você", e eu agradeço a Deus pela oração de Jesus Cristo "Pai, perdoa pois eles não sabem o que fazem." Na verdade eu sempre digo, nem eu não quero ser igual a mim mesmo, eu busco ser igual a Jesus Cristo, mas mesmo assim eu já passei boa parte da minha vida cristã querendo ser igual a alguém. Queria ser como Paulo, ou como João Batista, ou como Elias, ou como Moisés. Mas o próprio Paulo disse que Deus o fez quem ele era pela Sua Graça, e assim como nem os dedos das mãos são iguais, eu hoje entendo que Deus não fez dois Paulos, dois Elias, dois Moisés. Cada um de nós é um vaso individual diante do Senhor, e se Ele quiser fazer dois iguais, também tem poder para o fazer, mas Ele é o Oleiro, eu o vaso, eu só quero ver a Perfeita Obra que Ele fará na minha vida.

Não valorizar e reconhecer o que Deus está fazendo na sua vida

Muitas e muitas pessoas quando presas a estes sentimentos não percebem que se tornaram incapazes de reconhecer e de valorizar aquilo que Deus está fazendo nas suas próprias vidas. Sabe aquela história de que a grama do vizinho é sempre mais verde? Na verdade este sentimento de cobiça, ainda que disfarçado de piedade espiritual, onde é para nós difícil percebermos ou até mesmo admitirmos que somos invejosos e cobiçosos, mesmo que seja pelo dom espiritual da vida do teu próximo isso deve morrer pois é um sentimento carnal, da velha criatura, do velho homem. Quando é um sentimento cristão você se alegrará sinceramente inclusive de ver o seu irmão sendo mais visitado do que você. Algo que precisamos entender é que em alguns momentos a visitação de Deus acontece em maio ao barulho, já outras, em meio ao silêncio. Em alguns momentos a visitação de Deus te coloca em movimento, já em outros, ela te faz parar. Mas infelizmente assim como no mundo muitas vezes o baixinho quer ser alto e vice-versa, também na igreja do Senhor muitas vezes, sei lá, aquele que canta quer pregar, o que fala em línguas quer ter dom de cura, e o que tem dom de cura queria ter visões. Entende? A cobiça na verdade mostra que você está sendo incapaz de cumprir um mandamento bíblico que é saber ser contente com o que você tem, pois o que você tem é suficiente para você. E então você não conseguirá reconhecer e nem mesmo agradecer a Deus pelo que você recebeu dele enquanto fica de olho no do teu próximo. Isso é um muito mau costume. Procedendo assim o diabo consegue roubar a gratidão do seu coração, te tornando uma pessoa triste, amarga e cheia de ingratidão para com Deus, o que quer dizer, murmuração vai brotar dos seus lábios. Fica como se você não tivesse motivos para agradecer a Deus por nada, como se todas as dores do mundo estivessem sobre você. Na verdade a cobiça por si só mostra que você não está sentindo-se completo, e a bíblia diz que a graça de Deus nos basta, é suficiente. Ela nos completa. A um pela graça é dada um dom, a outro outro dom, mas o Corpo é de Cristo, e todos fazem parte, e todos devem dar glórias a Deus pelo que tem recebido. Algumas vezes alguns de nós ficamos tão cegos nesta cobiça vã que as trevas vão ganhando espaço em nosso coração e finalmente conseguem nos colocar para baixo, completamente para baixo.

Amnésia espiritual

Amnésia é esquecimento espiritual. Na verdade a mente do homem se tornou fraca por causa do pecado e o Espírito Santo vem para nos ajudar nas nossas fraquezas, tanto que Ele vem para nos lembrar sempre das coisas que Cristo ensinou. A promessa de Deus é que as palavras do próprio Deus estariam não apenas estampadas nas folhas da bíblia, mas seriam escritas dentro de nós, em nosso coração, com o Espírito do Deus Vivo! Este sentimento de ficar se sentindo menor, pequeno, deixado para trás, que guia a uma tristeza segundo o mundo, infernal, diabólica, na verdade precisa ser vencido e será vencido pelo Sangue de Jesus e com maturidade!

"Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios." Salmos 103:2

Deus nos deu Cristo, Seu Filho Unigênito, o que mais nós iríamos querer para louvar Ele por toda a eternidade? Mas algumas vezes tiramos os olhos do Senhor e sempre fica então a sensação de que precisamos de algo mais. Mesmo que não tivéssemos nenhum dom do Espírito, nunca fôssemos usados por Deus, ou nada disso que as pessoas hoje em dia valorizam mais do que o próprio Deus, mesmo assim, se tivermos Cristo isso já é tudo que precisamos! Deus nos deu Jesus mas infelizmente muito grande é o trabalhar do diabo para que cada cristão se esqueça disso. Talvez você não tenha percebido, mas é possível você citar Jesus nos seus lábios e ainda assim Ele estar esquecido no seu coração. É por isso que devemos buscar manter uma viva comunhão com Deus, num esforço vigoroso por estarmos com Jesus, uma fé vigorosa, seja em tempos de guerra ou tempos de paz, em tempos de movimento ou em tempos de parar.

Uma supervalorização do homem

Eu posso dizer para vocês que são muitos os irmãos que pensam que todos os demais serão arrebatados e apenas eles vão ficar para trás. A sensação de que apenas eles não vão conseguir, de que todos podem entrar no céu menos você. Nenhuma destas sensações ou sentimentos vem de Deus, são apenas invenções malignas para te apartar de crer em Jesus Cristo. Quando você age assim muitas vezes está supervalorizando demais o homem. Como eu disse, muitos olham para mim ou outros pregadores e pensam que nós somos alguma coisa, que nosso lugar no céu já está garantido. Mas a bíblia diz que tudo que for elevado diante dos homens é abominação diante de Deus. Quando o assunto é o arrebatamento da igreja e a vida eterna devemos entender uma coisa, que apenas a Deus cabe a salvação e o julgamento final de cada um. Na verdade podem haver muitas surpresas, pois muitos que podem parecer que já estão lá podem ser os que irão ficar, e muitos que todos olham e dizem que não tem mais jeito, estes podem ser o que vão subir. Só aquele dia da verdade declarará, e hoje cada um de nós tem a oportunidade de não ficar mais chorando apenas e se lamentando mas sim aceitar e entrar pela porta que Jesus Cristo abriu na Cruz do Calvário. Você lembra muito bem na bíblia sobre o fariseu e o publicano. Olhando aquele cenário todos poderiam pensa "o fariseu é um homem santo, já está no céu, mas este publicano ladrão, já está condenado", e na verdade houve uma grande surpresa, Deus justificou o publicano e não o fariseu, pois Deus dá graça aos humildes mas resiste aos soberbos.

Auto-exclusão do Reino de Deus

Muitos na verdade por não estarem compreendendo a vontade de Deus e o sacrifício de Jesus Cristo eles mesmos estão se excluindo do Reino de Deus. Não é Deus quem está os excluindo, mas eles mesmos por não olharem para Jesus e não reconhecerem ou aceitarem o poder de Deus, eles mesmos estão se cortando, como se Deus não tivesse poder para os ajudar a vencer o seu mal, ou para perdoar os seus pecados, ou para escrever seus nomes no livro da vida. Eles simplesmente se cortam a si mesmos baseados no sentimento de que estão ficando para trás, enquanto todos estão crescendo eles não, e assim por diante. Por favor, livremo-nos deste sentimento maligno e enganador. Isso é uma ilusão diabólica que prende alguns e os impede de crescer em Cristo, de regozijar em Cristo, de desfrutar de Cristo.

Eu creio que estes são alguns pontos que posso deixar para vocês, na minha pouca experiência em aconselhamentos eu tenho visto muitos irmãos presos a estes sentimentos o que me levou a escrever estas poucas linhas. Espero em Deus que possam servir de encorajamento a alguns de vocês. Se você talvez se reconheça culpado diante destas palavras, por favor, peça perdão a Deus e volte os seus olhos para Jesus Cristo. Lembre-se Dele e faça do Senhor a sua alegria. Se regozije no Senhor e você vai ver que muito daquilo que parecia tão importante vai perder o sentido.

"Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus." Filipenses 3:13,14

Vamos nos humilhar debaixo da potente mão de Deus! Prossigo para o alvo, entendeu? O alvo é Jesus Cristo! E que Jesus Cristo seja o nosso único exemplo de foco singular no Pai Celestial!

Shalom! Quer quer dizer Paz em língua hebraica!

Seu irmão e servo em Cristo

(...)
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, preparar um povo para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.