Eu não sou


Há um tempo um sonho que gostaria de deixar aqui. Um jovem conversava a meu respeito com outra pessoa, e ele dizia ao meu respeito "ele é um grande homem de Deus, como Moisés." E então eu repreendia este jovem e dizia para ele "não, eu sou apenas um humilde servo". Eu o repreendia e dizia que aquilo estava errado, que não era para falar isso de mim. Eu penso que para nós, como vivemos em tempos de apostasia, é muito fácil nos apegarmos demais a qualquer pessoa que esteja "falando contra os pecados da igreja". Eu me lembro bem quando o Senhor Jesus foi crucificado, e então Pilatos e Herodes, que antes estavam brigados, neste momento fizeram amizade novamente entre si. Aquele velho dito que diz que os inimigos dos meus inimigos são meus amigos. Mas nem sempre isso é verdade, amigo mesmo é Deus.

Não é todo aquele que está falando "contra a igreja" que está falando pelo Espírito. Na verdade na bíblia o Senhor diz que pela maldade do povo Ele abateu os seus corações através das palavras dos Profetas. Mas hoje em dia é muito fácil para nós supervalorizarmos muito algo, alguém, ou um ministério mais do que ao próprio Senhor. Isso acontece porque pela fome espiritual destes dias, e as ovelhas não sabem que podem buscar comida com Jesus, então elas se encostam e se achegam a qualquer um que esteja falando algumas verdades. As meias-verdades é que são um problema, porque uma meia-verdade é uma mentira com cara de verdade. Nós temos muitas pessoas hoje em dia revoltadas com a situação da igreja, o comércio da fé, e muitos outros aspectos, e de repente você e eu somos tentados e nos encostar em qualquer um que esteja com um discurso contra alguma destas coisas e começar a achá-lo um grande homem de Deus.

Eu não digo isso apenas com relação a mim, mas a muitos outros que eu vejo as vezes alguns irmãos se encostando, e são pessoas que nem estão sendo usadas por Deus. Eles tem toda a aparência de piedade, mas não o fruto da piedade. Tome cuidado com o seu coração. Seja Deus o vosso único apoio e sustentação. Se eu pudesse me descrever apenas diria que eu sou um homem que luta com o Espírito de Deus para poder algum dia chegar a ser nada e ninguém para que Cristo seja tudo em mim. Eu não sou nada meus irmãos, e nem vocês o são, e nem ninguém o é, apenas Cristo deve ser tudo em todos nós. Apenas Deus deve ser tudo em todos nós, esta deve ser a nossa luta, para que Ele cresça e o nosso "eu" diminua/desapareça. Algumas vezes nós supervalorizamos as pessoas, ou porque elas foram usadas por Deus para nos ajudar em algum momento de dificuldade, ou porque foram usadas (ou porque nós achamos que foram) usadas para nos dar alguma palavra, e então facilmente nos apegamos mais a estas pessoas do que a Deus. Isso as vezes é sútil em nossos corações, mas é mais fácil para nós nos apegarmos a um "irmão usado por Deus" a quem nós podemos ver, do que ao próprio Deus o qual é invisível e habita na Luz inacessível, de onde Cristo desceu para efetuar na Cruz a Redenção de todo o que crer.

Eu não fui crucificado por nenhum de vocês, nem tão pouco fomos crucificados uns pelos outros, mas foi Cristo quem a seu tempo morreu por nós, o Justo pelos injustos. É por isso que recebemos do Seu Sacrifício, não como merecedores, mas como miseráveis desesperadamente necessitados de perdão e transformação de coração. É este Renovo de alma que está disponível hoje em dia, pela fé, a todo o que crer, pela graça, não é pago. A Graça é de Graça, não paga dízimo, não paga oferta, não paga voto, não paga sacrifício, o sacrifício é o seu coração quebrantado pela convicção de pecado do Espírito Santo, humilde diante de Deus, temendo e tremendo da Sua Palavra de amor e justiça. O Amor de Deus, é Justo, é Santo, e a Santidade de Deus, é Amorosa, é Bondosa. Talvez vamos entender isso algum dia se perseverarmos na caminhada.

Deus abençoe a todos para que mesmo em meio a lutas e dificuldades possam perseverar pela porta mais estreita e o caminho mais apertado, que conduz a salvação e que não são todos que encontram.

E vamos dar toda a Glória somente a Deus.

A Paz do Senhor Jesus.

(...)
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, preparar um povo para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.