O evangelho é o sacrifício de Cristo


O orgulho denominacional não é uma coisa que nasceu ou apareceu apenas em nossos dias, já é um episódio antigo mesmo na história da igreja. Mesmo antes do atual sistema denominacional já havia orgulho nos corações dos homens até na igreja primitiva. Tal orgulho foi combatido com poder por Paulo na carta aos Corintios onde ele está dizendo as seguintes palavras:

"Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós. Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo. Está Cristo dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo? Dou graças a Deus, porque a nenhum de vós batizei, senão a Crispo e a Gaio, para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome. E batizei também a família de Estéfanas; além destes, não sei se batizei algum outro. Porque Cristo enviou-me, não para batizar, mas para evangelizar; não em sabedoria de palavras, para que a cruz de Cristo se não faça vã. Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus." 1 Coríntios 1:11-18

Naqueles dias não havia nomes nas igrejas como hoje, mas já havia orgulho, e Paulo combateu o orgulho onde aquele povo não estava entendendo que Paulo, Pedro e Apolo não podiam ser igualados a Cristo em momento algum. O povo criou nas suas próprias mentes a "igreja de Paulo", a "igreja de Pedro", e assim por diante, e após isso eles começaram a brigar entre si para ver "qual igreja" era a melhor. Em verdade Cristo só tem uma única igreja, uma igreja verdadeira e espiritual, e esta igreja invisível mas real anda em unidade de espírito.

Você se lembra que a GLÓRIA do Senhor cobriu Moisés & Elias e ressaltou somente a Cristo no momento da transfiguração. Pedro queria construir três tendas, uma para Moisés, uma para Elias, e outra para Cristo, mas a Voz do SENHOR falou do céu e impediu a voz errônea de Pedro. Após a glória ter coberto Moisés & Elias, com Cristo já devidamente ressaltado, a voz falou "este é o Meu Filho Amado, a Ele ouvi!" Pedro foi repreendido pelo SENHOR desde os céus (que tremendo privilégio!!!), mas o Senhor impediu Pedro de ficar confundido entre Moisés & Elias, ou Cristo, a Verdade é CRISTO.

Vamos parar de se gloriar em igrejas e denominações, se gloriar em homens, vamos todos correr para Jesus. Os verdadeiros ajuntamentos cristãos devem promover a Cristo, a causa de Cristo, que é a Salvação das almas para a glória de Deus. O nosso Deus é um Deus Santo e nós fomos chamados para ser um povo santo, que reflita aos cansados e oprimidos deste mundo, a mansidão, pureza e humildade de Jesus Cristo para que eles possam querer achegar-se a Jesus também, para que eles possam abrir os seus corações para receber o mesmo Jesus vendo a boa obra do Senhor em nossas vidas. A obra de Cristo no calvário não pode ser superada por nenhuma outra obra humana, e tudo de bom que puder existir no coração do homem deve ser fruto do penoso trabalho de Cristo na cruz do calvário.

Vamos exaltar o calvário com as nossas vidas, e simplesmente deixar o estilo de vida carnal e pecaminoso, para viver em santidade. O sacrifício de Cristo é o evangelho, vamos nos tornar participantes deste sacrifício, nós devemos crer no sacrifício perfeito de Jesus Cristo, e então comer dali, beber dali, se saciar a partir da fonte aberta no calvário. A Fonte está aberta para reconciliar todos os homens com Deus. Não importa se iremos nos reunir nos nossos lares, nas ruas, praças, o importante é que Cristo e seu sacrifício sejam exaltados, não apenas nas nossas palavras, mas o poder deve ser visto na constante transformação e renovação do nosso entendimento, em toda a mansidão e pureza, gerando frutos dignos de arrependimento e justiça, e tendo por finalidade a salvação e vida eterna.

Não importa o nome da sua denominação, apenas Cristo salva, e sem santidade, ninguém verá ao Senhor.

Vamos abraçar o arrependimento em Cristo Jesus!

(...)
Share on Google Plus

Sobre Altar de Arrependimento

Nosso intuito é pregar o Evangelho de Jesus Cristo gratuitamente, sem pedir ofertas, sem falar em dinheiro, levando o conhecimento de Cristo a todos de graça e pela graça que nos foi dada pela Cruz e pelo Sangue do Nosso Senhor Jesus. Nosso foco é preparar o caminho, preparar um povo para a volta do Senhor Jesus em Arrependimento e Santidade pelo Poder do Espírito Santo de Deus, para a Glória de Jesus e do Pai em Seu Filho Amado a quem nós também amamos, recebemos e ouvimos como Único Deus Senhor e Salvador.